Unidades judiciárias doam equipamentos a pacientes internados com covid-19 em Cajazeiras, Uiraúna e SJRP

O Juizado Especial Misto de Cajazeiras e a 1ª Vara de São João do Rio do Peixe fizeram a doação de 11 capacetes respiradores Elmo, com o kit completo de dez itens periféricos. Cinco desses equipamentos foram destinados ao Hospital Regional de Cajazeiras, três para o Hospital Municipal João Dantas Rothéia, de São João do Rio do Peixe, e mais três para o Centro de Referência contra a Covid-19 de Uiraúna. Os recursos para a aquisição dos capacetes são oriundos das prestações pecuniárias das transações penais.

Os capacetes respiratórios Elmo serão de extrema ajuda no combate a Covid-19, podendo ter uma redução de 60% da necessidade de intubação e internação em UTIs em casos mais graves do vírus.

Conforme os juízes do Juizado Especial Misto da Comarca de Cajazeiras, Hermeson Alves Nogueira e da 1ª Vara da Comarca de São João do Rio do Peixe, Kleyber Thiago Trovão Eulálio, o cenário atual da pandemia requer a união de todos os segmentos da sociedade civil, Poder Judiciário, Executivo e Legislativo, para a adoção de ações concretas de enfrentamento a Covid-19.

“Nós estamos aqui para contribuir com que for possível e estiver ao nosso alcance. Muito importante unirmos forças para atravessarmos esse momento difícil”, comentou o juiz Hermeson Alves.

Já o juiz Kleyber Thiago ressaltou: “É o retorno da pena em benefício da sociedade. Tudo foi possível graças ao empenho de todos os servidores das duas comarcas, que diariamente envidam esforços na prestação jurisdicional e agora contribuem, também, na esfera da saúde”.

Como o Elmo Funciona – Acomodado ao pescoço do paciente, o Elmo permite ofertar oxigênio a uma pressão definida ao redor da face, sem necessidade de intubação. Dessa forma, a pessoa consegue respirar com auxílio da pressurização e oferta de oxigênio. O sistema possibilita, portanto, a melhora na respiração e pode ser utilizado fora de leitos da UTI. O equipamento pode ser desinfetado e reutilizado. Outro benefício é o custo inferior em relação aos respiradores mecânicos e maior segurança para os profissionais de saúde, já que, por ser vedado, não permite a proliferação de partículas de vírus.

Por Fernando Patriota/Gecom-TJPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *