Tárcio afasta palavra ‘atraso’, Rádio-escuta diz que possibilidade “procede”

Horas depois de falar em “mudança na política de pagamento” da folha de pessoal e após se reunir com o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, o secretário de Finanças do Estado, Tárcio Pessoa, disse na noite desta terça-feira (13) que o funcionalismo é “prioridade” do governo.

Ao blog do jornalista Anderson Soares, Tárcio negou ter admitido “atraso” na folha e que o quadro financeiro “está sendo rigorosamente avaliado”.

“O que disse é que o ano é difícil e que diante desse cenário todo cuidado é pouco. Agora, salário é prioridade nessa gestão. A partir daí houve uma série de distorções do que havia dito. Tudo ainda está sendo avaliado”, declarou.

Agora pela manhã, em participação telefônica o programa Correio Manhã, da 98 FM, o responsável pela rádio-escuta da Comunicação do Estado, Humberto Alexandre, admitiu o atraso. “Procede sim”, disse Alexandre, ao ser perguntado enfaticamente sobre o tema pelo radialista Emerson Machado.

Ao Portal MaisPB, ontem, Tárcio traçou um cenário de dificuldades em que a Paraíba precisará recorrer a última parcela (dia 30) para pagar o funcionalismo público, o que, na prática, levará o Estado a deixar de quitar a folha dentro do mês trabalhado, uma política que vinha sendo adotada pelo governador Ricardo Coutinho desde os primeiros meses de gestão.

MaisPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *