Situação da seca se agrava no Sertão da Paraíba e produtor apela: ¨Meus animais estão bebendo água de esgoto¨

A reportagem do G1PB realizou uma série de reportagem nesta quarta-feira (28), sobre a situação desoladora da seca no Sertão paraibano.

Os sertanejos sofrem com uma das maiores estiagens dos últimos anos no Estado, e a falta de água e alimentação para os animais é predominante em todos os municípios da região.

Nas cidades de Pedra Branca e Nova Olinda, a reportagem exibe cenas tristes, onde a estrada está ocupada por dezenas de carcaças de animais que perderam a vida por falta de alimento.

Os produtores recorrem a CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento), Órgão do Governo do Estado que vende o produto mais barato. O alimento mais procurado é o milho, onde a saca sai a R$ 18,00, quando o valor de mercado é R$ 50,00.

O produtor Francisco Trindade, da cidade de Patos, relatou que a situação está muito feia, principalmente pela falta de água.

“Meus animais estão escapando com água de esgoto, afetando a saúde deles”. Relatou o agricultor

 

DIÁRIO DO SERTÃO