Dilma deve anunciar Castro na Saúde; Manoel JR fica de fora da lista da reforma

A presidente Dilma Rousseff vai anunciar mudanças em seu ministério nesta sexta-feira (2), às 10h30. O nome do deputado federal Ricardo Castro (PMDB-PI) será confirmado como novo ministro da Saúde. O paraibano e também deputado federal Manoel Junior (PMDB) já está sabendo da opção da presente pelo colega de bancada.

Junior deixou Brasília na noite dessa quarta-feira (30) rumo a João Pessoa após receber informações da cúpula do partido sobre a escolha de Dilma.

Manoel Júnior era aproximado de Eduardo Cunha ( PMDB-RJ), presidente da Câmara Federal. Para agradar Cunha e o PMDB do Rio de Janeiro, Dilma nomeará Celso Tandera para o Ministério da Ciência e Tecnologia. Tandera é o nome indicado pelo governador Carioca Pezão.

A declaração à imprensa foi confirmada pelo Palácio do Planalto. Prometida no mês passado pelo governo, a reforma administrativa tem o objetivo de cortar dez dos 39 ministérios.

Seguindo conselhos de assessores, a própria presidenta fará o anúncio. Desde a semana passada, ela tem conversado com lideranças de partidos da sua coalizão, em especial com o PMDB, com o intuito de receber e avaliar indicações para a nova equipe. Nos últimos dias, foram anunciadas as demissões dos ministros da Saúde, Arthur Chioro, e da Educação, Renato Janine Ribeiro.

Na tarde de hoje, a presidenta Dilma conversou por mais de três horas, no Palácio da Alvorada, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e lideranças petistas, na tentativa de fechar os detalhes das trocas que pretende fazer na equipe. Pela manhã, ela se reuniu, no Palácio do Planalto, com o vice-presidente da República, Michel Temer, que é presidente nacional do PMDB