RC acha incoerente nome de Manoel Júnior para Saúde; deputado reage

O governador Ricardo Coutinho (PSB) deu sua opinião sobre a possível nomeação do deputado federal Manoel Júnior (PMDB) para assumir o Ministério da Saúde, nesta terça-feira (29). Para ele a ascensão do parlamentar a um dos ministérios mais importantes do país seria uma incoerência do governo federal.

O governador destacou que entende a necessidade governabilidade da gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), que seria conseguida dentro do Congresso com a nomeação de lideranças do PMDB, mas pediu por coerência na reforma ministerial. 

“Eu não fui consultado sobre isso. Nem sei se serei consultado sobre isso. Não sou eu que governo o Brasil. Acho que é importante que o governo tenha governabilidade, mas é importante também que o governo tenha coerência, porque se não você entra num baile dos incoerentes e ai no final das contas você vai ficar sem saber quem é incoerente e quem não é”, declarou em entrevista ao programa Correio Debate, da Correio Sat. 

Ricardo Coutinho ainda elogiou o trabalho do atual ministro da Saúde, Arthur Chioro, e avaliou que a Pasta é técnica. “Eu trato a Saúde como uma área eminentemente técnica. Essa é minha visão. E admiro muito o compromisso com a saúde pública, com o SUS do ministro Arthur Chioro. Então, eu acho que essa é uma decisão da presidente”, disse.

O deputado Manoel Júnior, nome mais cotado para assumir a Saúde, reagiu às declarações do governador. Segundo ele, Ricardo Coutinho está “dor de cotovelo”. “Isso faz parte da dor de cotovelo do governador. Ele acha que o certo das atenções, mas na verdade o que ele pensa não interessa muito, pois na verdade o que se leva em conta é justamente essa relação do Congresso Nacional e do próprio PMDB com a presidente da República e nós estamos aguardando as definições”, rebateu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *