Presidente da Câmara de CZ fala de traição, diz que aceita apoio de vereadores ligados a Rafael e afirma pré-candidatura a federal

O presidente da Câmara de Vereadores de Cajazeiras, Marcos Barros (PBS) prestou entrevista nesta quarta-feira (19), para esclarecer “boatos” espalhados na imprensa e nas redes sociais de traição ao grupo da prefeita eleita Denise Oliveira (PSB).

Os oito vereadores se reuniram no final do mês de novembro com a socialista e lançaram o nome de Nilson Lopes (Nilsinho-PSD), para presidência do Legislativo cajazeirense.

Marcos denunciou que houve interferência no processo eleitoral da mesa diretora em Cajazeiras e declarou a eleição é decidida pelos vereadores sem precisar de intervenção do Poder Executivo.

“Condenam-me, penalizam-me, porque tenho uma boa relação com todos os vereadores. Isso incomoda muito”. Disse Marcos

Acordo

O socialista assegurou que o acordo para eleger o vereador Nilsinho está de pé, mas exigiu que os colegas tenham participação no Governo de Denise.

“O acordo continua, desde que exista a contra partida da administração. Que eles tenham participação. O acordo não é somente para eleger o presidente. Todos devem ser tratados igualmente”. Defendeu o parlamentar

Oposição

Segundo Marcos, casso a maioria dos vereadores, incluindo aqueles que são ligados ao grupo do atual prefeito Carlos Rafael (PTB) lhe oferecer apoio para presidência não recusará. “Eu aceito. Não vou ser hipócrita de dizer que não aceito”.

Federal

O presidente reiterou seu desejo de se candidatar a Deputado Federal, pois não tem nenhum filho de Cajazeiras com essa pretensão.

“Conheço todo Alto Sertão paraibano e vou humildemente levar meu nome para disputar as eleições de 2014”. Afirmou o socialista

 

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *