Pré-candidato à PMJP debate propostas em Mangabeira

pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PPS, jornalista Nonato Bandeira, esteve na noite desta quinta-feira (31), ouvindo a população de Mangabeira II sobre as demandas e as necessidades dos moradores e apresentando suas propostas para a região.

A questão da saúde foi levantada em diversos momentos, principalmente em relação ao atendimento e à assistência. “Nos postos de saúde faltam remédios. Além de resolver esses problemas, seria ótima a construção de uma UPA para atender a região”, reivindica a moradora Giselda Santos, que é agente de saúde. Nonato confirmou a ideia de expandir os atendimentos de urgência e emergência e o abastecimento das unidades de saúde. “As UPAs funcionam bem em todo o país e precisamos expandir para os bairros urgentemente para descentralizar o atendimento”, disse.

Ele apresentou a proposta do Hospital da Mulher, que foi muito bem recebida pelas moradoras em Mangabeira II “O Hospital da Mulher irá muito além de ser uma maternidade. Ele vai atender as particularidades das mulheres, com consultas, exames, tratamentos para diversas enfermidades. Esta é uma ideia que estamos lançando para toda João Pessoa”.

A moradora Jessonita Sabino Fernandes abordou a necessidade de se ampliar as linhas de ônibus e promover a valorização dos jovens. “Nós não temos circulares e nenhuma linha liga nosso bairro à Epitácio Pessoa. É importante valorizar também os jovens com educação e oportunidade de emprego”, disse a moradora. Nonato reafirmou a ideia do passe livre para os estudantes da rede pública, fardados e em horário de aulas e o investimento no jovem empreendedor.“Com a escola integral, vamos capacitar os estudantes da rede pública para eles competirem de igual para igual com os demais, oferecendo aulas de informática e de língua estrangeira, além de música, esportes e cursos profissionalizantes”, comentou Nonato, lembrando que irá criar os centros vocacionais em parceria em entidades, igrejas e associações de bairros.

Parceria pela segurança – Durante a reunião, foi discutida a questão da segurança pública na região. Nonato reafirmou que pretende ampliar a parceria entre Prefeitura e Estado. “A segurança é de responsabilidade do Estado, mas pretendemos entrar com a contrapartida no sentido de construir prédios. É necessário que todo bairro tenha seu posto policial ou sua delegacia”.

Assessoria