PRÉ-CANDIDATA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES A GOVERNADORA, ADMITE COMPOSIÇÃO COM PMDB NO PRIMEIRO TURNO, MAS DIZ QUE PT NÃO ACEITARÁ IMPOSIÇÃO.

 


 

Nadja Palitot admitiu durante entrevista, abrir diálogo com o PMDB para uma união entre os dois partidos já no primeiro turno. “Todas as possibilidades nesse campo podem ser conversadas, dialogadas e ser postas na mesa”, disse.

Apesar de admitir a possibilidade, a coordenadora do Procon de João Pessoa ressaltou que a tese pelo lançamento da candidatura própria lidera no partido. “A tese de candidatura própria venceu no PED. Isso não é só uma intenção do prefeito, uma vontade minha ou de um grupo menor ou maior no partido. Foi uma decisão da grande maioria partidária no sentido de termos uma candidatura própria e essa candidatura está posta, mas não significa dizer que nós estamos fechados em copa e não vamos conversar com ninguém, nós vamos conversar com as pessoas”, declarou.

Ela aproveitou para alfinetar, indiretamente, o PMDB, que por reiteradas vezes afirmou que não abre mão da cabeça de chapa, com o nome do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego. “Essas chapas que já chegam prontas, fulano vai ser isso, beltrano vai ser aquilo, não, as coisas têm que ser dialogadas de uma maneira mais ampla, de maneira mais diversificada”, acrescentou.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *