CIDADE FM 104,9

Pedro Cunha Lima diz ser possível desistir da disputa ao Governo da Paraíba: “posso me sentir representado por outra candidatura”

O pré-candidato ao governo da Paraíba pelo PSDB, o deputado federal Pedro Cunha Lima não descartou a possibilidade de abrir mão da disputa. Há vários dias cresce no meio político as especulações de que Pedro pode deixar de concorrer ao Palácio da Redenção em outubro. A possível desistência sua ao governo foi admitida nesta sexta-feira (08), em entrevista à Band News FM.

O tucano afirmou que “posso me sentir representado por outra candidatura”. O parlamentar que substituiu o nome do ex-prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues, no início do ano, para essa disputa, creditou seu estímulo ao pleito, se continuar representando a vontade do partido.

“Posso sim me sentir representado por outra candidatura como já me senti lá atrás, com o nome de Romero Rodrigues. Mas não tenho dúvidas que eu vou sempre pertencer a uma luta de projeto pela Paraíba. Quero ser candidato em quanto eu estiver representando um coletivo”, disse.

Não seria novidade se Pedro que é deputado federal desistisse dessa disputa ao Governo, assim como fez o seu colega Aguinaldo Ribeiro (PP) que concorreria ao Senado e preferiu abrir mão para não perder a chance de se reeleger deputado federal no pleito que acontece dia 2 de outubro.

A decisão final só será levada ao conhecimento dos eleitores em agosto, quando se encerram as convenções e se iniciam as propagandas eleitorais com as definições oficiais dos candidatos e seus respectivos cargos, até lá muita água vai rolar, e mudanças devem ocorrer no jogo político paraibano.

Eleições

As convenções partidárias devem ocorrer entre 20 de julho e 5 de agosto, quando todas as legendas devem oficializar a escolha de seus candidatos. Os registros de todas as candidaturas devem ser solicitados até 15 de agosto.

A campanha eleitoral com comícios, distribuição de material gráfico, propagandas na internet e caminhadas deverá ocorrer a partir de 16 de agosto. Já as peças publicitárias em horário gratuito de rádio e televisão ficam liberadas entre 26 de agosto e 29 de setembro.