Padrasto é suspeito de abusar sexualmente da enteada de 13 anos com uma faca em Cachoeira dos Índios

A Polícia Civil de Cajazeiras está investigando uma denúncia de estupro praticado contra uma adolescente de 13 anos no Distrito de Fátima, município de Cachoeira dos Índios. O principal suspeito do crime é o padrasto da vítima, identificado como José Edvan da Silva Deodato.

De acordo com informações colhidas pela polícia, o caso aconteceu no dia 06 deste mês. A vítima estava dormindo no momento em que foi surpreendida pelo padrasto armado com uma faca. Edvan teria ameaçado matá-la caso ela fizesse algum barulho enquanto estava sendo acariciada.

Nesse momento, a irmã da adolescente, que tem apenas 09 anos de idade, acordou e também foi ameaçada pelo padrasto. Segundo as investigações, as duas chegaram a ser asfixiadas no pescoço durante as ameaças.

As crianças contaram o caso para uma pessoa próxima à família, que decidiu repassá-la para uma irmã das vítimas que mora em Cajazeiras. Revoltada, ela acionou a Polícia Civil.

Ao tomarem conhecimento da denúncia, Edvan e a mãe das crianças teriam fugido. Mas ela se apresentou na delegacia nesta segunda-feira (12) e ele permanece sendo procurado.

A polícia foi informada de que Edvan é agressivo e já tem um grande histórico de violência doméstica. O delegado Dr. Filho, da Seccional de Cajazeiras, está à frente do caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *