Ricardo Coutinho joga para PMDB responsabilidade de manter aliança

O governador Ricardo Coutinho (PSB) participou, na manhã desta quinta-feira, da filiação do deputado estadual Gervásio Maia ao PSB, em evento na sede da Associação Paraibana de Imprensa. O parlamentar deixou o PMDB.

Durante entrevista, Ricardo Coutinho jogou para o PMDB a responsabilidade de manter a aliança com os socialistas. “Acho que essa pergunta sobre a aliança deve ser feita ao PMDB. Tenho tido muito cuidado por conta de coisas óbvias. Fizemos aliança em 2014, e não é da forma que falaram de que minha vitória se devia a um partido”.

Para o governador, Gervásio Maia não poderia estar em outro partido.  “Porque o outro projeto não tem sentimento. É de negócios. Não é para fazer a cidade estar forte, como temos com a pré-candidatura de João Azevedo. A democracia de Manoel Junior é a mesma de Eduardo Cunha”, disse.

O socialista destacou a importância da chegada de Gervásio Maia.  “Sinceramente acho que é um grande fato político na Paraíba. Gervásio tem não apenas um grande grupo que o acompanha em direção ao PSB, mas também uma tradição e convergência muito forte com aquilo que estamos desenvolvendo desde a época do pai dele”.

Ricardo Coutinho complementou:  “Gervásio Maia, seu pai, tive a honra de ser deputado em lados opostos,mas sempre nutrindo um profundo respeito. E que me deu a condição de votar em Gervásio para presidir a Assembleia. A história foi se desenvolvendo, talvez não na forma de destino, e o seu filho será o futuro presidente da Casa”.

O governador acredita que a filiação fortalece a pré-candidatura de João Azevedo a prefeito de João Pessoa pelo PSB. “Gervásio tem tradição dentro de João Pessoa, e acompanha todos os acontecimentos dentro da cidade. Além de reforçar os atributos de um candidato que nos honra, que é João Azevedo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *