MP pede prisão preventiva de quatro policiais acusados da chacina de adolescentes em CZ

O Ministrério Público da cidade de Cajazeiras denunciou nesta quinta-feira (05) mais três acusados de participar da chacina, que assassinou três adolescentes no município, no ano de 2004. As vítimas foram; José Antônio dos Santos Filho, de 14 anos, Cícero Roberto Silva, de 17 anos e Demétrio Cavalcanti Silva, de 17 anos, assassinados com tiros na cabeça.

Segundo informações do advogado, Noaldo Meireles, que atua na acusação do caso, além do Cabo Valderi, que já está no processo, o Cabo Coelho e o soldado Kelber estão envolvidos com o crime, que chocou o Sertão da Paraíba na época. O quarto envolvido não teve o nome revelado.

Noaldo informou que o processo tem ganhado uma celeridade muito grande desde o mês de abril deste ano, sendo que na próxima audiência, será encerrado o processo do primeiro acusaso, o Cabo Valderi.

“O processo foi desmembrado, agora pedimos a inclusão desses três novos acusados”. Disse o advogado

Noaldo, que é da capital do Estado, trouxe mais dois colegas para auxiliá-lo na acusação.

A audiência do Cabo Valderi estava agendada para esta quinta-feira (05), mas foi adiada, pois o advogado de defesa, Paulo Sabino apresentou atestado médico, porque está acometido de dengue.

A nova audiência foi marcada para o dia 19 de julho deste ano.

Ministério Público
O promotor de justiça, Aristóteles Santana afirmou que vai apresentar um requerimento pedindo a prisão preventiva de todos os acusados.

“O pedido de prisão preventiva constará os nomes dos acusados e a razão pela qual o Ministério Público estará pedindo a prisão preventiva”. Declarou Aristóteles

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *