Ministro da Saúde confirma que Paraíba terá ampliação nos recursos para cirurgias

O ministro da Saúde Alexandre Padilha afirmou para o senador Vital do Rêgo Filho (PMDB) que a Paraíba terá ampliação nos recursos para cirurgias eletivas. Senador revela que objetivo da ação é reduzir filas no SUS e aumentar o número de cirurgias. O peemedebista disse  nesta quinta-feira (05) que que ficou muito feliz ao saber que o Estado da Paraíba e seus respectivos munícipios terão aumento nos seus recursos para a ampliação das cirurgias.

Segundo Vital, com intuito de reduzir as filas no Sistema Único de Saúde (SUS) o Ministério da Saúde (MS) destinará R$ 650 milhões aos estados e municípios. O investimento representa um crescimento de 85,7% em relação ao valor destinado no ano passado, que foi de R$ 350 milhões. Em 2011, foram 345.834 cirurgias eletivas realizadas pelo SUS. “Em uma década, o Brasil aumentou 1.135% o número de procedimentos do tipo em relação a 2001, quando foram realizadas 28 mil cirurgias”, disse. A Portaria n° 1.340, que estabelece as diretrizes e os recursos por estado, foi publicada no começo desta semana, no Diário Oficial da União.

Padilha destaca que tais poderes executivos receberão os recursos, em uma única parcela, para o período de um ano, e serão aplicados nas especialidades de maior demanda e naquelas escolhidas pelos gestores locais, de acordo com a realidade da região. Além disso, do total, R$ 50 milhões serão destinados aos municípios com 10% ou mais de sua população em situação de extrema pobreza.

Vital do Rêgo, que recentemente parabenizou o prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) pela iniciativa da implantação do Hospital Municipal da Criança e do Adolescente na cidade, afirma que o incremento nos recursos irá ampliar consideravelmente o número de cirurgias eletivas na unidade.

Outra ampliação possibilitada pelo aumento das verbas repassadas dentro do orçamento deste ano são destinadas para realização de cirurgia de catarata, varizes, cirurgias ortopédicas e nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas.

A cirurgia de catarata é a mais procurada pelos usuários do SUS. Em 2011, 168.945 cirurgias foram realizadas, um aumento de 96,4% em relação a 2010, quando foram realizadas 86.005.

MaisPB,

com Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *