Mais uma morte: Jovem preso há nove dias é assassinado dentro do presídio regional de Cajazeiras; Corpo ainda está no local do fato

O jovem Alexandre Aleixo, de 18 anos de idade, mais conhecido por “Rato”, preso na semana passada foi executado dentro do presídio Regional Padrão da cidade de Cajazeiras, por volta das 06:50 horas desta quinta-feira (16). O acusado foi preso após promover tiroteio no bairro Vila Nova, além de praticar furtos.

Rato era um menor infrator e havia sido preso pela primeira vez após completar a maior idade. O corpo do rapaz foi encontrado com perfurações no abdômen, causadas possivelmente por golpes de faca ou estilete,

Segundo informações chegadas a nossa reportagem, Rato estava marcado para morrer, pois teria sido o causador da prisão de Ronivon Gonçalves Leite, de 31 anos, que faleceu após passar mal na delegacia de polícia. O jovem foi preso com drogas e informou a polícia que teria comprado a Ronivon.

Este é o segundo assassinato dentro da cadeia de Cajazeiras em menos de 30 dias. No final do mês de julho, Kléber Paulo da Silva, de 32 anos, natural de Recife foi atingido por 14 golpes de estilete desferido por Fabiano Florentino da Silva. A vítima chegou a ser socorrido, mas foi a óbito.

Família
A esposa do Rato está grávida de gêmeos. Ela tem uma gravidez de risco, pois sofre graves problemas de pressão. Já o pai do rapaz está preso no presídio do Serrotão, em campina Grande há vários anos.

Previsão
No último depoimento do jovem ao Diário do Sertão, ele parecia prevê sua morte, pois revelou que estava achando ruim ir para o presídio, pois não sabia se sairia de lá vivo. “Se eu sair de lá”. Disse Rato

Despedida
O comparsa da vítima, o menor “Danilinho” chorou muito na delegacia quando o seu colega foi preso na semana passada, pois, possivelmente por saber que Rato corria risco de morte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *