Juiz decreta prisão domiciliar de quatro policiais acusados da chacina em CZ. Ouça!

O Juiz das Execuções Penais da Comarca de Cajazeiras, Djacir Soares revelou nesta quinta-feira (19), que decretou a prisão cautelar de quatro militares acusados de envolvimento na chacina dos três adolescentes cajazeirenses, ocorrida no ano de 2004.

De acordo com Djacir, uma nova audiência foi marcada para 20 de setembro, pois somente uma testemunha de acusação foi ouvida na audiência desta quinta-feira (19). “A segunda testemunha não pode comparecer e a terceira foi substituída pelo Ministério Público”.

Djacir assegurou que o promotor, Aristóteles Santana, pediu a prisão preventiva do Cabo Valderi, Cabo Coelho, Tenente Milton e soldado Kelberos acusados, porém, ele decretou apenas uma medida cautelar, onde, os acusados não poderão sair das suas casas a noite, não frenquentar bares e prostíbulos, nem ingerir bebidas alcoolicas.

Advogado
Para o advogado Noaldo Meireles o processo voltou a andar e isso é muito importante. “O fato novo é que os quatro acusados não poder ficar assediando as famílias, pois estarão sob medida cautelar e não poder ficar na rua a noite, nem sair de casa nos finais de semana. Isso de certa forma gera uma tranquilidade para as famílias”

Noaldo afirmou que a testemunha ouvida nesta audiência é uma prova muito forte, pois ela afirma que o Cabo Valderi teria lhe informado a cerca do assassinato antes do fato ser noticiado.

“O Cabo Valderi confessou praticamente a sua participação no fato já que ele disse que ele tinha conhecimento do fato antes dele ser divulgado”. Revelou o advogado das vítimas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *