Família de adolescente que teve restos mortais sepultados depois de 1 ano e três meses fala de angústia

A família de Victória Albuquerque, que teve seus restos sepultados nessa terça-feira (16), em Cajazeirasfez um desabafo em entrevista à TV Paraíba nessa quarta-feira (17).

Marli Soares, irmã da adolescente falou da angústia vivida pela família ao longo desses 15 meses, tempo que o corpo da cajazeirense permaneceu no IML de Campina Grande.

A irmã relembrou o dia que Victória saiu de casa dizendo que ia para uma festa e não mais voltou.

“Refletir tudo que passamos ontem é um pouco chato pra mim. Ver minha irmã entrando dentro daquela cova e todo mundo em desespero, aflito”, declarou Marli

A jovem foi morta em julho de 2017 no sítio Santo Onofre, na zona rural de Cajazeiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *