Ex-prefeito de Cajazeiras relembra gestão e relata trajetória de fé contra doença: Eu tinha 15% de chances, Deus fez o resto.

O empresário e ex-prefeito da cidade de Cajazeiras, José Nello Rodrigues, o conhecido Zerinho, prestou entrevista nesta quarta-feira (17) ao programa Interview da TV Diário do Sertão. Na ocasião, o ex-prefeito falou sobre a época em que foi político e disse que percebeu essa aptidão através do espírito de liderança que apresentava.

Zerinho lembrou sua época como prefeito da cidade de Cajazeiras e disse que se não fosse os problemas de saúde estaria na política até hoje.

Empreendedor
Zerinho disse que nunca teve vergonha de trabalhar e que desde criança tinha vontade de ser rico: “Não sou ainda, mas, os sonhos continuam vivos”, disse ele.

O empresário contou que muito cedo se frustrou com o sonho de formação superior, até pela pobreza da cidade de Cajazeiras. Entretanto, afirmou que se pudesse ter escolhido um curso, teria sido direito. “Sou louco por justiça, mas, como não pude, meu sonho era deixar de ser empregado”, disse.

Zerinho falou sobre o início de sua história e contou vários episódios que ele chama de “presepadas”, principalmente enquanto vendedor de tecidos, seu primeiro emprego.

Para deixar de ser empregado, Zerinho juntou dinheiro, foi ao estado de São Paulo para comprar sandálias e vender em bancas de rua. Ao chegar lá se interessou por uma fábrica e começou a trabalhar para aprender como se fazia as sandálias. O empresário então, voltou a Cajazeiras cheio de máquinas e iniciou sua vida empresarial. Em 1970, iniciou o trabalho com a empresa de transportes Marajó, que só cresceu desde essa época, até hoje.


O ex-prefeito Zerinho contou sobre o problema de saúde que passou e das brigas que fez com médicos para conseguir que fosse cirurgiado, tanto fez que conseguiu e hoje está bem de saúde: “Eles não queriam me operar, diziam que eu só tinha 15% de chances e eu sabia que Deus faria o resto”. Em gratidão, Zerinho fez um altar em sua casa para Nossa Senhora de Fátima e paga promessas constantemente ao São José, santos a quem contribui sua cura.

 

 

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *