Escrivã da polícia civil de Cajazeiras Luciene não resiste e morre no Hospital Santo Antônio em Barbalha CE

A escrivã da Polícia Civil de Cajazeiras, Luciene Galdino de Souza, que estava internada em estado gravíssimo na UTI Hospital Santo Antonio, na cidade de Barbalha faleceu no início da tarde deste sábado.

Luciente foi vítima da síndrome rara de nome Guillian Barré e estava internada há 16 dias.

O corpo de Luciene será transladado para Cajazeiras.

Não fomos informados onde o corpo ficará e o sepultamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *