Em terra de Perpétuas, até a Rede Globo vira herege na boca de religiosos

Está ficando chato viver no Brasil, com tanto patrulhamento nas redes sociais. Que o diga a Rede Globo, a nova vítima dessa sede de acusar os outros que vem do segmento mais conservador da população. Antes considerada um exemplo de emissora imaculada e em busca da Justiça moral do povo brasileiro, ao defender o impeachment da presidente Dilma Roussef, a Globo virou agora uma emissora que não respeita a família brasileira, uma herege que merece arder no fogo do inferno na mais perfeita acepção do imaginário desse segmento da população.

E foi um bispo da Diocese de Apucarana, no Paraná (coincidência?), Dom Celso Antônio Marchior, que pediu aos seus fiéis que se unam aos evangélicos para derrotarem “o espírito diabólico” que está sendo espalhado pela Rede Globo contra a família e contra os cristãos. “Nós, católicos, não deveríamos mais assistir nenhuma novela da Rede Globo. Aliás, nós, católicos, não deveríamos assistir mais a Rede Globo, porque a Rede Globo é um demônio dentro das nossas casas”, declarou el

Como tudo que parte dessa sanha TFP, o áudio do sermão foi compartilhado pelo WhatsApp e espalhado pelo Brasil inteiro. As declarações do bispo se referiam às reportagens, onde o programa Fantástico defendeu exposições consideradas polêmicos e também ligou evangélicos ao tráfico de drogas do Rio de Janeiro. “Cuidado, pois a Palavra de Deus diz na II carta de Paulo aos Coríntios que o diabo tem poder de se transformar em um anjo de luz para enganar, se possível, até os eleitos. A Rede Globo é uma rede manipuladora que está nos conduzindo para o abismo, para a destruição”, apelou.

E o que a Rede Globo fez de diferente desta vez? Nada demais. A emissora mantém sua tradição de fazer um jornalismo de acordo com seus interesses comerciaise políticos e dar liberdade aos autores de suas produções artísticas na hora da criação. Isso sempre foi a tônica global, mas parece que só agora os julgadores da arte alheia descobriram.

Neste sentido, vale ler aqui trechos de uma reflexão do escritor e professor da Universidade Federal da Paraíba, Rinaldo de Fernandes, em sua página no Facebook:

“O Grupo Globo está numa encruzilhada. Neoliberal, encampa todas as reformas (previdência, trabalhista) postuladas pela elite que a Globo representa – reformas que penalizam a população e os trabalhadores. Abastecida e sempre de bolso cheio pela imensa audiência de suas telenovelas, a Globo garante essa audiência em cima de temas do dia – como o que debate os indivíduos transgêneros. Assim, por um lado, no campo econômico, a Globo é centralmente conservadora; de outro, na esfera cultural, é mais descolada e até avançada. Mas nisso reside uma contradição nada fácil de resolver. É que a sociedade continua muito dividida e são ralas as possibilidades de algum consenso para enfrentar os graves problemas do país. O candidato de extrema-direita, Jair Bolsonaro, encampa um moralismo e preconceitos a que a Globo, ao que tudo indica, não se arriscaria. A audiência de suas novelas não autoriza a adesão a tal moralismo”.

O certo é que, para ficar na analogia com uma novela global que está sendo reprisada no Canal Viva, o Brasil está virando uma terra de Perpétuas. Quem for Tieta que se mude!

Linaldo Guedes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *