PSB seguirá resolução nacional de candidatura própria, mas não cita CG

O presidente do diretório estadual do PSB, Edvaldo Rosas, declarou nesta quinta-feira (15), que o partido seguirá a orientação da Executiva Nacional de lançar candidaturas próprias em João Pessoa e nas principais cidades do Estado nas eleições do próximo ano.

Nessa quarta-feira (14), uma resolução assinada pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, determinou que as capitais de todos os estados e as principais cidades polos tenham candidatura própria. Apesar de afirmar que o partido na Paraíba irá cumprir a decisão, Edvaldo Rosas não citou Campina Grande como um dos municípios que terá candidato encabeçando a chapa.

Segundo ele, a legenda possui 152 pré-candidatos a prefeito e a meta é eleger pelo menos 90 deles no próximo ano. Ele destacou, que o partido vem com candidatos fortes em vários municípios como João Pessoa, Cabedelo, Santa Rita, Sapé, Conde, Bayeux, Guarabira, Esperança, Mamanguape, Catolé, Sousa, Cajazeiras, Serra Branca, Sumé, Monteiro, Princesa Isabel e outras importantes cidades da Paraíba. 

De acordo com Edvaldo Rosas, os pré-candidatos socialistas serão apresentados no encontro estadual do PSB que será realizado no mês de janeiro de 2016 em João Pessoa. Ele avaliou que os resultados administrativos da gestão de Ricardo Coutinho estão contagiando todo o Estado e, por isso, a legenda ganha cada vez mais adesões. 

Em Campina Grande, o nome para ser lançado como prefeito, caso o partido cumpra a resolução, é o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, o que iria contra a pré-candidatura do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB, aliado do PSB. 

Na última quarta-feira (14), a executiva nacional do partido decidiu que manterá postura independente em relação ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e que lançará candidaturas próprias para as eleições municipais e para a presidência da República em 2018. A tese de independência e contra o impeachment foi defendida pelos governadores do PSB e foi acatada pela nacional.

Portal Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *