Diretora do hospital de CZ revela caos na saúde e diz que maternidade está sem médico

A Diretora do Hospital Regional de Cajazeiras (HRC), Emanuelly Cariri informou nesta segunda-feira (12), que recebeu a visita do secretário de Saúde do Estado, Waldson Sousa, para discutir questões hospitalares.

Segundo a diretora, Waldson estava cumprindo agenda no Sertão e o hospital de Cajazeiras foi só mais um do itinerário do secretário. “Agente só foi mais uma das paradas dele”

Cirurgias
Emanuelly assegurou que as cirurgias já foram normalizadas, pois os médicos que se afastaram para disputar as eleições foram derrotados e tiveram que retornar ao trabalho.

Segundo a diretora, o caso de Carlos Antonio (DEM), como houve substituição na chapa, o médico não teve como se afastar por cargo eletivo.

Falta de médicos
De acordo com a diretora, as eleições deste ano causaram prejuízo na obstetrícia, porque dois médicos do HRC foram eleitos e não voltarão mais para assumir seus plantões.

Os médicos que se afastaram para concorrer às eleições e ganharam foram: Bosco Fernandes, eleito prefeito da cidade de Uiraúna e Zé Célio, eleito vice em Sousa.

“Isso foi um prejuízo grande na maternidade. Estamos sem obstetra e ainda transferindo pacientes para cidade de Sousa”. Disse a diretora

Aumento
Emanuelly revelou que os problemas na rede municipal de saúde tem aumentado a demanda no HRC, pois atendia uma média mensal de 4.600 pacientes e agora passou a atender 7.300.

“Praticamente dobrou os atendimentos no hospital. Estamos com gastos a mais na ordem de R$ 180 mil por mês”. Declarou Emanuelly

Ela revelou que a saúde municipal está um verdadeiro caos, pois nem receita “azul” os postos de saúde estão oferecendo.

 

DISRIO DO SERTÃO