Dilma deixa PMDB em banho-maria na reforma ministerial e Vital terá de esperar por retomada de negociações.

 

A presidente Dilma Rousseff (PT) decidiu colocar as tratativas da reforma ministerial com o PMDB em banho-maria. De acordo com o colunista do G1, Gerson Camarotti, a prioridade da presidente passou a ser o seu partido que tem, entre outros ministérios, Direitos Humanos e Desenvolvimento Agrário.

A decisão de Dilma de dar um tempo nas negociações com o partido do vice-presidente Michel Temer aconteceu após os desgastes da semana passada que culminaram com a divulgação de uma carta aberta assinada pelos deputados federais do PMDB que deixou a indicação de nomes para os Ministérios a critério da presidente.

Com isso, o senador Vital do Rego, que chegou a ter seu nome indicado para os Ministérios da Integração Nacional, Turismo e até para a Secretaria dos Portos terá de aguardar o tempo da petista para a retomada das negociações.