Detentos de cidade do Alto Sertão vão usar farda; não será mais permitido a entrada de roupas pessoais

Uma medida que já é adotada na maioria dos presídios brasileiros passará também a vigorar em Pombal: o uso de ‘farda’ nos detentos, que cumprem pena na cadeia pública local.

Na manhã desta quarta-feira, 07, a juíza das Execuções Penais, da Comarca de Pombal, Elza Bezerra da Silva Pedrosa, determinou que a partir desta data, todos os apenados da cadeia deverão usar roupas únicas.

A medida foi em atendimento a uma solicitação do diretor da casa de detenção, Claudomiro Lopes Júnior, que objetiva uma melhor identificação dos detentos, além de facilitar o trabalho de fiscalização.

Conforme levantamento, com a padronização, todas as vestes utilizadas pelos apenados serão entregues a seus familiares, exceto as peças intimas.

Os detentos passarão a usar bermudas e camisas sem mangas, quando estiverem nas celas ou no banho de sol e quando precisarem sair para audiências, tratamento médico e outros procedimentos, se vestirão com calças pretas e camisas brancas.

De acordo com a determinação do poder judiciário, não será mais permitido no presídio a entrada de roupas pessoais, o “que facilitará o trabalho de coibir a entrada de possíveis objetos que possam por em risco a vida dos agentes e dos próprios apenados”.

Segundo a juíza, o fardamento não trará custos aos detentos, nem ao estado, pois as despesas para aquisição das mesmas são oriundas das penas pecuniárias.

Ainda de acordo com sua determinação, os apenados terão a responsabilidade de manter as suas vestes limpas, não sendo permitido a saída das mesmas para serem lavadas em quaisquer outros lugares.

DIÁRIO DO SERTÃO Liberdade 96 FM