Deputados comentam decisão da Câmara em adiar regras como o fim de coligações

A Câmara dos Deputados aprovou no início da madrugada da última quinta-feira (21), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição que cria uma cláusula de desempenho para as legendas terem acesso ao fundo partidário já a partir do ano que vem. A PEC também põe fim às coligações, a partir de 2020. O tema foi debate entre os deputados da Assembleia Legislativa, essa semana.

O presidente da Casa, Gervásio Maia (PSB), lamentou que as novas regras políticas não tenham sido aprovadas já para as eleições do próximo ano. No plenário, além do presidente, muitos parlamentares criticaram a forma como a medida foi votada no Confederação e janela na pauta,

“Esse vai e vem demonstra apenas uma instabilidade que o Distrito Federal vive hoje. As mudanças necessárias para as futuras eleições pelo visto não passarão e realmente eu lamento. O que o Brasil desejava é que os ajustes na nossa legislação pudessem acontecer a partir de agora. Já passou do tempo. O Brasil não suporta mais a legislação que aí se encontra”, lamentou Gervásio Maia.

Já Daniella Ribeiro (PP) acredita que as mudanças ficaram a desejar. “Tiveram poucos encaminhamentos e andamentos para conseguir chegar o que se tinha como expectativa. Não existe sistema perfeito, mas vamos concluir um processo qual ficou a desejar. Como todo cidadão a gente sentia, pois havia uma expectativa, de que a reforma fosse ter uma abrangência maior. Até porque tinha sinal de um consenso maior em Brasília. Mas ocorre que não houve convergência e as mudanças ficaram longe do que era esperado”, afirmou Daniella.

Hervázio Bezerra, líder da bancada de situação na Casa, e Estela Bezerra analisaram a ação dos deputados federais com indignação. Hervázio disse que “muitos deputados dizem uma coisa, mas na hora de votar a decisão é outra”. Já Estela acredita que a reforma não pode ser feita sem a aprovação da população e os políticos que tem hoje mandato buscam legislar pela continuidade deles mesmos no Congresso.

Redação