Cássio diz que relatório da CPI do Cachoeira foi produzido pela Executiva do PT

Durante a reunião da CPI do Cachoeira, nesta quinta-feira (22/11), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB/PB) defendeu que o relatório final seja reexaminado pelo relator, deputado Odair Cunha (PT/MG), e pelos membros da comissão. Na avaliação do tucano, o relatório deixou a impressão de que foi produzido pela Executiva do PT. “Esse relatório foi produzido pela Executiva do PT, não foi produzido pelos membros da CPI nem tampouco pelo próprio relator”.

Esse relatório não tem estrutura para se sustentar e é necessário que ele passe por uma limpeza. “Não podemos aprovar este relatório que nada mais é do que a reprodução do que já foi apurado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, e que não preserva minimamente a instituição CPI e muito menos a imagem do Congresso Nacional, que tem tido danos reiterados de imagem por equívocos práticos pela classe política”, afirmou Cássio.

 

Na reunião, o senador tucano  disse que o relator deve alterar o relatório, sob pena de o Congresso e o instrumento da CPI perderem ainda mais credibilidade. “Estamos tentando construir uma solução para esse relatório”. Ele declarou que estamos diante de um momento em que mais do que nunca as nossas responsabilidades estão sendo chamadas, pois estamos correndo o risco de  cometer uma série de equívocos.

 

Temos uma responsabilidade com a sociedade brasileira e estamos diante da ameaça de desmoralizar uma das poucas instituições que ainda recebiam algum nível de respeito da sociedade brasileira que é a  Comissão  Parlamentar de  Inquérito. Essa CPI nasceu de um equívoco político, porque CPI sempre foi, e será para toda a vida,  instrumento da minoria e não da maioria.

 

“Como se não bastasse, com a maioria parlamentar, o governo ainda quis usar este instrumento para vingança, para retaliação, para troco político, e isso não pode ser aceito, portanto, o que consta desse relatório precisa ser reexaminado”, destacou. A leitura do relatório foi adiada para a próxima semana.

Assessoria de Comunicação da Liderança do PSDB no Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *