Cássio agradece aprovação de Sessão Especial do Senado para homenagear Ronaldo Cunha Lima

O plenário do Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (26), a realização de Sessão Especial para homenagear a memória intelectual e a carreira política de quase 50 anos do ex-vereador, ex-deputado estadual, ex-deputado federal, ex-senador, ex-governador e poeta Ronaldo Cunha Lima. A Sessão Solene obedece ao Requerimento nº 47 de 2013, de autoria do senador Cícero Lucena (PSDB-PB), e está marcada para o próximo 18 de março, dia em que, se vivo, Ronaldo faria 77 anos.

Filho do homenageado, o senador Cássio Cunha Lima agradeceu, em nome de toda a família, a aprovação do requerimento e disse que “desde já, formulo o convite a todos para que possam estar aqui no próximo dia 18 de março, na sessão especial em homenagem à memória do ex-senador e governador, do meu pai, Ronaldo Cunha Lima”.

“Em nome da Paraíba”, Cássio agradeceu a todas as manifestações feitas “desde o desaparecimento do meu pai (em 7 de julho do ano passado), que construiu uma vida de serviço ao povo do Brasil e, muito particularmente, ao povo da Paraíba e de Campina Grande”.

Do também senador José Agripino (DEM-RN) veio o depoimento mais contundente da tarde: “Estarei aqui no dia 18, mesmo que chova canivete, e por uma razão muito simples. Eu sou daqueles que acham que as boas referências políticas merecem ser lembradas, referenciadas e reverenciadas. É o caso de Ronaldo Cunha Lima. Ronaldo foi, em vida, um grande amigo meu, ele foi governador da Paraíba quando eu fui governador do Rio Grande do Norte, vivemos momentos importantes da vida pública do Nordeste do Brasil, fui seu colega aqui no Senado e guardo dele as minhas melhores memórias, as melhores lembranças”.

E continuou Agripino: “Era um homem probo, um homem competente e um homem de agradabilíssima convivência. Acima de tudo, de agradabilíssima convivência. Um homem decente, a quem a Paraíba deve muito e a quem o Brasil também deve. Ele é um campinense paraibano exportado, para alegria do Brasil.
De modo que eu quero dizer ao senador Cássio Cunha Lima que vou estar presente, vou ser o primeiro da fila para ouvir e falar sobre Ronaldo Cunha Lima”.

Na eternidade encantada onde habita, Ronaldo deve ter sorrido. Quem sabe começou a versejar, entre fiapos de nuvem, sobre a saudade renitente dos que ainda na Terra sonham com o momento mágico do reencontro existencial…

 

Assessoria do Senador Cássio Cunha Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *