Após um ano e três meses, Victória Albuquerque é sepultada sob lágrimas e protestos em Cajazeiras

Os restos mortais da jovem Victória Albuquerque foram sepultados sob um clima de muita comoção no final da tarde desta terça-feira (16) no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Cajazeiras.

Dezenas de pessoas fizeram questão de dar o último adeus à jovem cajazeirense que foi morta com requintes de crueldade em julho de 2017 no sítio Santo Onofre, na zona rural de Cajazeiras.

A família teve que enfrentar um luto prolongado. Tudo porque após os procedimentos da Polícia Civil, os restos mortais da jovem foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Campina Grande para comprovação de que realmente se tratava de Victória Albuquerque.

Após quase um ano e meio de espera, finalmente a família pôde dar o último adeus. No cemitério, familiares desabafaram.

“O sepultamento de Victória não pode ficar impune. Nós devemos dar uma palavra de repúdio nesse momento. Um ano e três meses de luta. Em nome da família, quero dizer da nossa tristeza e indignação com o que eu o Estado fez com essa família e com essa pessoa chamada Victória”, disse Elmo Lacerda, primo da vítima.

Uma tia de Victória, em meio à emoção durante o sepultamento, pediu que os jovens trilhassem o caminho do bem. “Eles são inimigos, eles não querem ver vocês felizes. Estudem para vocês serem alguém na vida. Então tomem o exemplo dessa dor”.